DebateCast: De dúvidas e perguntas a confusão, causada por um político de Caxias

DebateCast: De dúvidas e perguntas a confusão, causada por um político de Caxias

Na última quinta-feira, 23/06, o programa Podcast Sai da Lama do Jornalista Jonas Filho e Fred Belfort, realizou um debate entre os setes principais pré-candidatos a Deputado Federal da cidade de Caxias – MA. O evento foi de suma importância para que a população pudesse conhecer um pouco mais dos possíveis futuros deputados federais. Mas o que chamou atenção foi uma falta de respeito de um político da cidade que não era entrevistado, mas fazia parte da plateia.

Entre os entrevistados estavam a jovem Amanda Gentil, filha do prefeito da cidade; o seu Chico Sousa, petista militante; o empresário Constantino Neto, dono de postos e investimentos em Caxias; o vereador Daniel Barros, o Fiscal do Povo, conhecido por suas denúncias nos órgãos públicos na cidade de Caxias; o Júnior Martins, ex-vice prefeito de Caxias e empresário; o Deputado Federal em exercício, Paulo Marinho Jr; e o professor Arimatéia, conhecido por falar o que pensa. Mas engana-se quem esperava um debate com forte acusações e falta de respeito entre os candidatos, na verdade existiu perguntas interessante sobre gestão, fiscalização e agronegócio, até que o entrevistado Chico Sousa falou das denúncias sobre possível compra de livros, Conhecendo Caxias, envolvendo a prefeitura da cidade.

O deputado Paulo Marinho Junior disse que faz parte da comissão de controle da Câmara dos deputados e que no próximo dia 05 estará interrogando o Ministro da Educação sobre essa questão; Amanda Gentil falou que o dinheiro recebido pela prefeitura estava sendo investido no município e que a ideia do livro era levar a história da cidade a todos os alunos da rede educacional caxiense. Já o vereador Daniel Barros afirmou que foi a primeira pessoa a denunciar essa compra que envolveu 30 mil exemplares e que em Caxias o Fiscal do Povo visitou 15 unidades escolares e não encontrou nenhum desses livros.

Daniel Barros continuou falando que muitos prestadores de serviços para a prefeitura local estão com salários atrasados, mas essa empresa, responsável pelos livros, recebeu do dia 15 de março a 03 de abril mais de R$3.600.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais) e que denunciou ao Ministério Público Federal. Nesse momento o clima mudou, pois o presidente da Câmara Municipal de Caxias, vereador Teódulo Aragão, que estava na plateia começou a gritar contra o vereador Daniel, que respondeu fortemente lembrando que Teódulo era presidente apenas na câmara municipal e deveria respeitar o debate. Iniciou uma discussão ao vivo, onde foi preciso que o Advogado James Lobo que estava na figura de apresentador apaziguar o conflito. Após isso, o que chamou atenção foi a postura do advogado que chamou atenção do Fiscal do Povo que era entrevistado, mas não falou diretamente ao presidente da câmara municipal, que iniciou toda confusão. Após isso, foi dado intervalo.

Na volta os candidatos fizeram perguntas um ao outro e foi lido as dúvidas do chat, onde muitas pessoas enviaram seus questionamentos direcionado a um candidato ou a todos, entre elas tivemos a pergunta do Jornalista Cléberton Paula, que queria saber a opinião deles sobre aborto, tema muito delicado e de muita importância para quem quer assumir o cargo de deputado federal. Após isso, os candidatos fizeram suas considerações finais.
No final, a organização do debate agradeceu a todos os patrocinadores, colaboradores, plateia e internautas que participaram do evento.

Voltar ao Topo